Minha lista de blogs

07/08/2015

Quando tudo vem à tona

Acho que desde que me entendo como um ser de fato pensante, eu tentei me esquivar de ser uma pessoa muito obvia, embora, por ironia, eu tenha passado a vida inteira sendo um completo clichê.

Lembro de ser conhecida como “a adolescente rebelde”,  porém de rebelde eu não tinha nada, exceto pelo meu visual que ia contra os “padrões” da época.  Mas sempre fui muito sentimental, aquele clássico personagem que desperta medo, mas quando você conhece quebra todos seus conceitos.  Sim, eu sei o que você tá pensando, “ essa garota é um completo clichê”, tudo bem você pensar isso, eu realmente sou.

 Sempre fui uma pessoa com aspirações grandes, sonhava em ser diferente das garotas que eu via ao meu redor,  não só nos gostos, como no modo de pensar, mas o que eu não sabia é que eu não tinha nada de diferente, existiam milhares de pessoas pelo resto do mundo sonhando em ser exatamente a mesma coisa: “Diferente”.
 No fim,  ninguém quer ser igual a ninguém, mas acabamos por transparecer os mesmos padrões, e advinha? No final das contas, realmente não somos nada iguais a ninguém.  Eu sei, é contraditório, a gente é igual e ao mesmo tempo diferente, eu não sei explicar isso, assim como não sei explicar um milhão de outras coisas. E o meu problema talvez seja querer explicar isso, e querer explicar essas outras mil coisas também.  E sabe  oque me frustra? Eu não posso! Eu não posso explicar nada, por mais que eu passe mil dias cuspindo um milhão de pensamentos e conceitos, tudo vai vir de forma meio bagunçada e contraditória, porque existem coisas que não dão pra ser explicadas, elas simplesmente existem, Ali, com seus mistérios e questionamentos.

Bom, não vou fazer rodeios em quem eu era (embora essa pessoa tenha total importância em quem me tornei) eu vim aqui pra por pra fora sobre a Magna de hoje, do agora...

Acho que cheguei num ponto da vida em que não posso dizer que seja o fim do poço, mas talvez eu esteja vendo esse fundo próximo de mim.  Não sei se você já se sentiu assim em algum momento da vida, talvez sim, talvez ainda vá sentir.  A verdade é que eu to completamente perdida,  eu tava seguindo o curso da vida e em algum momento parei na estrada e não sabia mais pra onde ir, ou melhor dizendo... eu não sei se quero continuar seguindo pelo caminho que trilhei. Existem mil pensamentos me bombardeando nesse exato momento e eu não sei qual voz ouvir, porque no fim das contas, todas essas vozes gritando na minha cabeça são todas minhas.  Quando dizem que somos um só, é pura mentira, a verdade é que existem milhares de nós mesmos alojados em algum lugar na nossa alma, e as decisões que tomamos e os caminhos que seguimos, são só resultados de quem (de nós mesmos) escolhemos ouvir.  É complexo, eu sei. E não vá esperando que nas minhas palavras você vá achar algo com nexo, porque em mim não existe nada que seja de fácil compreensão.

Eu quero gritar,  gritar alto, chorar, correr e encontrar algo que preencha esse vazio que há em mim. Encontrar algo que dê sentido as minhas melancolias, que me faça encontrar um sentido nisso tudo. Eu realmente não sei, não sei mais o que me motiva a viver. É como se algo em mim estivesse completamente morto, em carne viva.  Acho que é essa a frase: Estou em carne viva.

Sabe quando você consegue ver o sangue bombeando, as veias e a carne completamente exposta? E parece que aquilo tá vivo e morto ao mesmo tempo? Pois é.  Sou eu!

A verdade é que eu não consigo, eu simplesmente não consigo me contentar com o pouco e banal,  pra mim tudo tem que ser vivido com uma intensidade absurda, com paixão e devoção. E antes que você pense que estou me reclamando, a verdade é que eu senti falta de me sentir assim, eu queria me sentir assim! Me sentir em carne viva, como se meu corpo inteiro estivesse em brasa, e a dor causa esse efeito em mim. Pode parecer meio loucura da minha parte, mas a dor sempre foi algo que me motivou a viver, ela faz com que eu sinta que estou viva. Ela faz com que eu SINTA.   A dor faz com que meu corpo reaja, que procure uma solução pra mata-la. 
Eu me sinto muito mais perdida quando não consigo sentir, quando a angustia adormece meu corpo e minha alma, quando a dor se esvai e fica um vácuo ensurdecedor.  Você já se sentiu assim? Como se seu corpo estivesse dormente, como se uma capsula tivesse se criado em volta de você mesmo e nada consegue te atingir? É horrível se sentir assim!  Eu sinto como se tivesse perdido a sensibilidade, e o que somos nós, sem nossa estimada sensibilidade?
Sem a sensibilidade não conseguimos absorver o mais bonito das coisas, tudo passa em branco. É amedrontador.

Passei muito tempo desses últimos anos me sentido assim, e eu me acomodei. Me sentia protegida, era como se nada pudesse me atingir, e realmente nada podia, nem mesmo as coisas mais delicadas e bonitas da vida.  Acho que senti tanto medo de me magoar, que me fechei dentro de mim mesma e impedi não só que a magoa viesse, mas também reprimi o melhor que havia em mim, que era minha capacidade de sentir.  A capacidade de me sensibilizar com um poema, de chorar dias, de me desmanchar nas palavras.  A capacidade de meu corpo se enrijecer com um simples olhar.  Ou de enxergar um universo inteiro através de uma musica.  

 Quando você se perde dentro de você mesmo, é pior do que se perder em qualquer outro lugar do mundo.  Ainda to perdida, to perdinda dentro dos meus próprios pensamentos, perdida entre as muitas que há em mim, e nada que eu faça nesse exato momento me mostra o caminho certo que devo seguir.  Talvez eu deva continuar aqui, reencontrando meus “eus” guardados, conhecendo o que as muitas de mim estão sentindo.. talvez só assim eu consiga ouvir alguma delas.  Vai saber.





02/03/2015

Perdas

Hoje eu senti uma saudade absurda de quando as palavras eram minhas, de quando eu podia molda-las aos meus sentimentos e desaguar tudo que me sufoca o peito. Eu sinto como se uma parte de mim tivesse se trancado e junto dela todo um dicionário de sentimentos e agonias.
É incrivel a capacidade que o ser humano tem de perder, a gente consegue perder o medo e as vezes junto dele também perdemos a fé. Ao longo da vida perdermos vôos, objetos, pessoas e inclusive empregos.. perdemos a lembrança do primeiro beijo, da primeira saudade, do primeiro amor. Perdemos contatos, olhares e perdemos até mesmo a oportunidade de dizer adeus. Mas de todas as perdas que o homem pode ter, a pior delas é quando ele perde-se de si mesmo, quando ele torna-se incapaz de reconhecer o corpo na frente do espelho.
Sempre achei que havia algum sentido na minha existencia, mas depois de tanto me perder, percebi que nunca estive de fato em lugar algum, pois nunca consegui sair de dentro da minha cabeça,
E é aqui onde me encontro agora, sufocada dentro de mim mesma, sufocada nas minhas lembranças, nas saudades, nos amores não vividos, nos sonhos inalcançados, nas pessoas que não pude dizer adeus, nas que disse adeus mesmo sem querer dizer... E de alguma forma, a única coisa que consigo pensar é que em meio a todas essas perdas, no fim das contas eu ganhei.  Ganhei a chance de poder viver tudo aquilo e principalmente tudo isso que estou pra viver.


11/10/2013

Sobre Tecnologia, Frustrações e Nostalgia

A cada nova invenção e evolução da humanidade eu sinto que as pessoas vêem se tornando mais desumanas e fúteis, e calma - antes que vocês comecem me julgando por essa afirmação - deixa eu explicar o que eu tô querendo dizer...  Eu não sou tão velha assim, verdade, mas eu vivi a pré era digital, eu sou do tempo que todos os vizinhos se reuniam na rua e inventavam milhões de brincadeiras - cada uma mais criativa e divertida que a outra- eu lembro que gastávamos todos os nossos esforços em cavar nossa imaginação e mergulhar em um universo totalmente paralelo, onde a busca da diversão não tinha limites, eu me lembro de campeonatos de bolinha de gude, cabra cega, cai no poço, pique esconde, adedonha e todas aquelas brincadeiras que exigiam que nossa memória gravasse musiquinhas complicadas como "trissilomelo". Hoje em dia você não ver uma criança de 8 anos sem um celular, totalmente envolvidas por um mundo virtual, de jogos e amizades onde a essência de convivência tem estado cada dia mais perdida.  Eu sou do tempo dos amores platônicos, dos namoros de portão, dos bilhetinhos apaixonados e das comédias românticas e contos de fadas, eu não quero parecer ingenua, longe de mim, o que eu quero dizer é que hoje em dia essa essência está cada dia mais morta, os amores são pré meditados e totalmente robóticos, é preciso ter um namorado só para mudar o status do facebook para relacionamento sério e encher o instagram de fotos bonitinhas de casal dos quais você se inspira pelo tumblr e weheartit.   Eu sou da época que as estandes de casa eram cheias de álbuns de família com fotos antigas e amareladas, e quando uma visita ia na sua casa você morria de vergonha se elas acabassem encontrando aquelas fotos que sua tia tirou de você em um momento totalmente constrangedor,  hoje em dia, é tão raro as pessoas revelarem fotos e espalharem pela casa, como espécie de museu particular e refúgio nostálgico,  hoje em dia o intuito de uma foto é receber o maior número de curtidas possíveis, e ai de você se ninguém curtir sua foto, o mundo acaba, a insegurança aparece e a auto estima vira somente algo estimado e bem distante. Eu sou do tempo que eu perdia horas em uma biblioteca tentando responder questões de 50 páginas, ou lendo livros e mais livros para fazer um resumo, hoje em dia tudo é jogado nas costas do nosso querido google, as bibliotecas estão cada dia mais vazias e empoeiradas, as pessoas estão cada dia se esforçando menos pra pensar ou serem críticas, porque tem tudo tão mastigado e simplificado em apenas um clique, que não é preciso exigir nada do seu cérebro (esse que cada dia se encontra mais atrofiado). As pessoas estão cada dia mais vazias, sem conteúdo, sem histórias, memórias, imaginação, companheirismo, amizade e amor, é tudo muito robotizado por um sistema android ou uma conexão 3G. Posso até comparar o ser humano como uma vitrine virtual, onde o único intuito é compartilhar, falar de si, seus problemas, suas fotos e pensamentos momentâneos, sem interesse algum pelo senso crítico do amigo que está do seu lado ou pelo ar que invade os pulmões, pela arvore que foi plantada na porta da sua casa, pelas histórias da infância da sua vó, pelo comércio que fechou as portas por decretar falência, por nada, as pessoas (isso inclui a mim também) simplesmente não se importam com mais nada, estão totalmente desumanizadas e robotizadas. 

09/10/2013

Eu escrevo

Eu escrevo porque é a única coisa que eu posso fazer, embora eu não saiba o que dizer, as palavras simplesmente vão saindo, desajeitadas e cambaleando de linha em linha, eu escrevo porque eu não posso gritar, eu não posso gritar porque ninguém deseja ouvir, e talvez nem devessem... Eu escrevo pra mim mesma, pra relatar os meus sufocos e agonias, pra me lembrar que ainda estou aqui, escrevo pra me sentir viva, pra sentir que sou capaz de fazer algo, algo meu, algo que ninguém mais pode fazer por mim. Escrever é transcrever o que sua alma chora, o que fica preso entre os sons agudos da dor, a gente escreve pra por pra fora tudo que fica preso entre as artérias e veias. Quando eu escrevo eu sinto a dor saindo nas palavras, como se aliviassem o peso que esmaga meu coração, aquele peso que nem mesmo você sabe dizer o que é, são tantos pensamentos e sentimentos avulsos amontoados um em cima do outro, aqueles sentimentos longínquos que vem se acumulando há décadas, coisas que você nem lembra mais, mas eles continuam lá, fazendo peso, eu escrevo pra não jogar os sentimentos fora, porque quando você escreve você simplesmente tira o peso de dentro de você e os coloca nas palavras, pra que elas possam ser guardadas em papeis rasgados e cadernetas empoeiradas, pra quando bater a saudade... você ler. 

O pior

O pior de tudo não é sentir saudades, o pior de tudo não é o choro da madrugada ou as palavras que queria dizer e não digo, o pior não são as memórias nem a vontade de deitar no teu ombro, o pior não é lembrar das tardes de tédio compartilhado e que de alguma forma faziam sentido, não é as cartas guardadas numa caixa, nem mesmo os jantares que eu fazia pra te agradar, o pior não é lembrar das coisas que queríamos esquecer, nem das palavras ditas sem pensar, o pior não é lembrar do primeiro dia que te vi, nem da tua mão encontrando a minha no final daquela noite, o pior não é querer o primeiro beijo ou o primeiro sorriso, o pior não é olhar as fotos e sentir o coração ser esmagado, nem lembrar que você deixou a barba crescer porque me fazia feliz, o pior não é lembrar dos nossos erros e nem de como poderíamos ter feito tudo diferente, o pior nem é lembrar dos nossos apelidos carinhosos ou saber que eramos feitos um pro outro, nem que a nossa imperfeição era o nosso maior charme, o pior não é lembrar da nossa viagem e nem de quase termos perdido o voo porque você queria tomar café no aeroporto, o pior não é lembrar do bico que você pedia pra eu fazer, nem do abraço que eu desejei antes mesmo de te conhecer, o pior não é nossos amigos perguntarem por ti e eu não saber direito o que dizer, nem a saudade que eu sinto dos almoços com tua família, o pior não é lembrar dos nossos sonhos, nossa casa e nossa filha, nem chorar ouvindo as nossas músicas,o pior mesmo é saber que a gente quis tanto, lutou tanto, se ama tanto e mesmo assim não conseguimos fazer isso dar certo.

08/10/2013

Destino

Eu me sinto tão livre, embora ainda me perca nas confusões da minha cabeça. Lá fora um vento forte me inspira a bater asas e voar, sou como um pássaro machucado que fez ninho em terra estranha,
por vezes se sentindo indefeso e desprotegido, mas o tempo sempre te bota de volta em pé, demora, mas ele sempre coloca.
Estou satisfeita com as coisas que colhi durante meu caminho, eu sinto saudades, confesso, mas quem não sente? Saudades são só traduções de bons momentos cultivados, de pessoas que passaram por sua vida e deixaram coisas boas, pessoas que se foram pra nunca mais voltar (essas são as que mais deixam saudade) algumas continuam ali, você só não tem mais contato com elas, outras permanecem do seu lado te segurando a cada novo tropeço, e assim a vida segue, como um circo que viaja de cidade em cidade arrancando sorrisos e sonhos lúdicos. A vida é mesmo assim, meio lúdica, meio real, na verdade a vida é o que você escolhe que ela seja. Não acredito em uma verdade absoluta ou destinos pre determinados, acho que cada pessoa vive a sua própria verdade e em seu próprio universo e inferno pessoal, e o nosso destino é exatamente o nosso presente, o destino é aquilo que você vive hoje, amanhã e durante, o destino são suas escolhas e as coisas que você resolve levar consigo, o destino são nossos ideais e objetivos, são as saudades e os arrependimentos, as ações e os sonhos, o destino não é nada mais do que a própria vida. E você é o único capaz de decidir o que, porque, onde, quando, como e com quem será o seu destino, então pense, mas pense bem, e viva a vida da forma mais incrível que puder, porque essa é a única chance que você tem de torna-la interessante.

18/09/2013

O tempo

O tempo passa tão depressa, corrido, sem olhar quem tá pela frente o tempo se vai,
atropelando, deixando pra trás... deixando saudades, deixando histórias,
deixando amores, amigos e memórias
o tempo passa por entre os dedos de forma escorregadia, se desviando, fugindo e permanecendo só..
O tempo é forasteiro, não costuma fazer seu ninho, o tempo vai vivendo de bocados, um bocado aqui, um bocado acolá, nunca permanece por muito tempo, porque o tempo precisa passar,
o tempo passa por nossa vida sem que dê tempo de percebê-lo, ele se escorre por entre os dias e parte sem despedidas.
Cansei de lutar contra o tempo, vivemos de uma história entre o amor e o ódio. Sempre em busca de grandes aventuras, de mãos dadas em pensamento, eu e o tempo somos bons amantes de cama, exceto quando adormecemos juntos e o tempo vai embora de fininho...

Mais um dia

Hoje o dia acordou calmo, sem muitas confusões, no quarto travesseiros espalhados pela cama, um lençol amassado e uma ressaca do que foi vivido durante o inconsciente. Lá fora o sol tá escondido por trás de algumas nuvens nubladas, pessoas começam o corre do dia a dia, uma mulher tropeça na calçada mas ninguém nota, uma criança chora pra não ir pra escola, um senhor de idade abre as portas do seu comercio de balinhas, um jovem acaba de chegar de uma farra com os amigos, o mundo está igual, como todos os outros dias, talvez eu é quem esteja diferente.

02/08/2013

Carta para o inconsciente

Desculpe-me por ser tão obvia, eu me perdi.
Em alguma estrada encontra-se a parte de mim que costumava sonhar,
eu sinto muito, eu sei que eu prometi que nunca iria me tornar como aquelas pessoas vazias,
é que tem sido tão difícil, se você soubesse...
Se você soubesse quantas vezes me segurei pra não chorar na frente deles,
eu permaneci forte em todas as vezes que meu coração chorou, confesso que em nenhum só momento deixei transparecer minhas lágrimas,
eu sei, é como você diria "eles nunca entenderão você".
E você esteve certo o tempo inteiro, eles realmente não conseguem me entender.
Não importa o quanto eu me importe, eles nunca se importarão...
Me esforcei pra ser o tipo de pessoa que sempre sabe o que falar,
mas isso fez com que nunca dissessem o que eu precisava ouvir.
Descartável, é isso que eu sou, é isso o que você é, é isso o que todos são.
Ninguém se importa, nunca.
Que falta eu sinto de você, querido inconsciente.

Sobre um fim de tarde

É sobre um fim de tarde que eu queria falar, quando as flores vão perdendo sua cor, dando espaço a luz da lua, aquele momento em que você se perde num vagão desgovernado dentro da sua cabeça, sentindo coisas que nem você entende.
 Há sempre um vazio esperando a oportunidade de ser preenchido, mas esse momento nunca chega. Há sempre uma vontade desordenada que te faz perder o foco a cada novo entardecer, e a culpa não é sua, a culpa não é de ninguém..
Se sentir sozinho é mais comum do que parece ser, e o medo de estar sozinho é maior do que deveria.. O mundo está cada dia mais cheio e por algum motivo você se ver cada vez mais vazio, sempre a procura de algo que te dê vontade de permanecer em pé, lutando por uma razão desconhecida, talvez o que te impulsiona seja o desejo de descobrir,  descobrir um motivo pra deixar de existir e começar a viver.
O mundo está doente, cheio de suas frases ensaiadas e ações robóticas, a beleza está cada vez mais solitária à procura de alguém que possa enxerga-la .  Eu me sinto triste, como se eu estivesse doente junto com o mundo, consumindo caixas e caixas de remédios pra uma cura que não existe. É solitário aqui.

18/02/2013

Instintivamente

Eu não tenho ideia do que as coisas possam parecer, eu só estou fechando meus olhos e caminhando, desculpa se estou deixando pra trás coisas que eu deveria guardar, mas a bagagem é muito pesada pra que eu possa caminhar e leva-la comigo.
Eu tenho medo do desconhecido, mas eu também tenho tesão por ele, e eu preciso ver com meus próprios olhos o que é isso tudo que eu desconheço,
eu não quero viver me perguntando sobre coisas que eu poderia ter vivido, nem me martirizar pelas coisas que deixei pra trás,  tudo na vida tem o seu momento pra acontecer e costumo me apegar a ideia de que nada acontece por acaso, e também que nada acontece sem que façamos acontecer.
Eu olho pra janela aberta e me deparo com a chuva caindo lá fora, me pergunto porque eu não posso sair contra a porta e deixar que os pingos dancem sobre meu corpo,  e eu não quero me apegar a perguntas quando eu sei que a única resposta é ir lá e deixar acontecer.
O maior erro é viver uma vida de hipóteses, quando o mundo se abre e te oferece milhões de possibilidades,    a única coisa necessária é que precisamos deixar o medo de lado e abraçar o novo, beijar o desconhecido.
Estou totalmente entregue ao acaso, as coisas que a vida tem guardadas pra me mostrar, perdi o medo de viver, então vida, pode me foder de todos os lados que eu sou sua.



31/01/2013

Hello, I love you, Whats your name?






Danço sobre seus corpos a valsa dos egoístas, 
que se divertem na companhia de um cigarro e garrafas vazias,
Vejo rostos que não consigo recordar, pois estou muito bêbado, querida
Você vem e dança pra mim, com olhos de malicia,
Hoje eu amo você, mas amanhã não recordarei seu rosto, pois a bebida já me subiu a cabeça
Olá, eu te amo, qual é mesmo o seu nome?
As garotas desse bar parecem gostar da forma que eu as olho,
mas duvido se pensariam o mesmo se soubessem que eu só tenho olhos pra você,
você tem esse cheiro de cigarro malboro de 3 dias que me agrada,
sua silhueta está hipnotizando meus últimos suspiros de lucidez 
Hey, garota, eu amo você, qual é mesmo o seu nome?
Eu amo a rua, mas eu poderia te levar pra casa
sua camisa rasgada ficaria bonita como moldura na minha estante,
hey garota, você está mais bêbada do que eu
antes que eu vomite no seu sapato, você poderia me dizer o seu nome?
senhorita, eu amo você
mas amanhã não lembrarei de quem é esse batom borrado na minha camisa.


22/01/2013

Metamorfose sou


Já se passou algum tempo desde a última vez.. de lá pra cá muita coisa mudou, meus pés estão cada dia mais calejados, minha maquiagem borrada e nas costas o peso da idade me cobra dia após dia que eu cresça,  mas ninguém nunca me perguntou se eu queria crescer...
Ontem eu era uma criança querendo sentir o gosto que o mundo tem, com o espírito cheio de expectativas vulcânicas, a alma doentia por emoção e a intensidade exalando sob meus poros...  eu ainda me  sinto assim, essa sede por imensidão me cobra cada suspiro dos meus dias, e confesso, não tem sido fácil me conter, queria fechar os olhos e pedalar por estradas desconhecidas, sem olhar pra trás, sem me preocupar, sem me perguntar pra onde vou ou  o que deixei pra trás,  queria montar na garupa da bicicleta e viver, simplesmente  viver, sem passado ou futuro, simplesmente sentindo a textura oufativa do presente, sentir o vento batendo sob meus cabelos e espalhando-se sob meus olhos, embaçar minha visão com a poeira das estradas e parar onde uma placa chamasse minha atenção, sentar em um bar qualquer, pedir um caneca de choop e derrama-lo garganta à baixo, o cara do meu lado se ofereceria para pagar mais uma caneca pra mim, beberíamos acompanhados de uma conversa que fluiria conforme as canecas fossem secando, o dono do bar me daria um sorriso e eu entenderia que ele já era um corpo amigo, depois de algumas horas as músicas do bar seriam uma playlist escolhida por mim, eu cantaria alguns versos, escreveria algumas estrofes e o resto, só vocês estando lá pra saberem.
A próxima parada, quem poderia dizer qual seria? Ninguém. A graça de viver por estalos espontâneos é que cada hora que se passa é um mundo desconhecido a desvendar, e a cada hora que se vive é uma pagina à menos a ser escrita, ou uma página a mais a ser lida.  A gente é quem escolhe que livro queremos ser,  aqueles que um qualquer usa pra pegar no sono, ou aqueles que tiram o sono de qualquer um.
Talvez minha vida não desse pra ser um best seller, pois a minha história não é contínua,  eu vivo em quebrados, um pouco ali, um pouco aqui, cada dia uma diferente, pois a inconstância é meu maior apelido. O máximo que se faria de mim seria uma biografia, ou um livro de poemas miúdos, quem sabe, no máximo crônicas, cada página uma nova história de mim,  pois metamorfose sou.

05/11/2011

Senhor Acaso

Eu gosto de pensar que as coisas acontecem por acaso, é muito mais assustador imaginar que você é predestinado a se machucar ou se decepcionar, chega a ser maldoso da parte de Deus criar todo um estratagema para que seus filhos paguem por um pecado que cometem antes mesmo de resolverem ser gente.
Não gosto de pensar que o Senhor que lá no céu habita, anda com um caderninho anotando tudo que você fez de "errado" e fica maquinando um acontecimento pra te castigar. Ele tem mais o que fazer!
Me ousaria até mesmo a dizer que a culpa é do destino, ele sim é um danado maldoso que não tem o que fazer e fica se divertindo pregando peças pra rir da cara dos outros! Maldito desocupado!
O que é o destino se não um grande fanfarrão? Eu gosto mesmo é do acaso, mesmo ele dando mancada algumas vezes, é tudo por inocência! Nada maquinado, nenhuma conspiração nem manipulação, simplesmente acontece e de repente lá estamos nós, nos lamentando por algo ou quem sabe até festejando, ai vai depender de você, ou do senhor acaso, que é um velhinho muito sábio mas que por conta da idade comete alguns erros matemáticos e ortográficos, você sabe como é gente velha, com o tempo acaba ficando gagá, mas isso não quer dizer que tem um coração ruim, não, isso não! O acaso é um velhinho muito do bem, sempre que penso nele me vem aquela velha recordação dele em sua cadeira de balanço, com um charuto na boca e lendo o jornal. Quase que me lembra meu avô, mas meu avô não gostava e charutos, o que ele gostava mesmo era de sentar na calçada de casa, sempre com seu chapéu branco, aqueles óculos fundo de garrafa, mascando fumo e apostando no jogo do bicho.

Pois bem, sei que nunca entenderei o "PORQUE" de tudo, mas cá estou eu, ainda me questionando.
Questões sempre foram minhas aliadas mas também minhas piores inimigas, mas o que posso fazer se no fim do dia isso é tudo que sei? Que nada sei... e por isso pergunto: Porque?

08/07/2011

Hoje não tem dor

A dor é alucinógena, chega um momento em que parece que ela nunca vai passar
murros nas paredes, gritos agudos, corpo adormecido, dor, dor, é eu sei, dói mesmo!
O desespero bate no peito, é difícil ver tudo acabar, a vontade é de correr e poder sacudir o outro, dar tapas na cara, pedir que acorde, pedir pelo amor de Deus... mas não adianta, nada vai adiantar. O fim sempre chega.. o fim chegou.
A noite anterior me fez refém, me fez menina de colo, que chora, chora e chora,  que chora  até soluçar, chora até vomitar o peito, chora até as lágrimas secarem, mas não adianta, não adianta chorar, o fim sempre chega.
Hoje acordei sem dor, sem perna,  sem mão, sem cabeça, hoje eu simplesmente levantei, mas é como se não estivesse acordada, estou apenas aqui, sem forças sequer pra me manter em pé, sem forças pra acreditar em mais nada, totalmente acética.
Hoje não tem choro, nem amanhã, hoje não tem meio sono, nem meia dor, hoje eu não tenho nada, exceto a seca que se alastra dentro de mim, nem dor, nem amor, nem saudade, nem vontade, nem lágrima, nada, não tem nada dentro de mim, apenas um vazio ensurdecedor, um vazio angustiante, apenas isso, o vazio do fim.

05/07/2011

Se eu soubesse...

Ó querido, eu estou tão cansada, eu peço que entenda se eu começar a chorar enquanto te escrevo essa carta,
meu coração está doendo, meu peito está pesado, estou com medo de acordar e perceber que tudo isso é real,
estou com medo de respirar e sentir essa dor novamente.
Meu bem, eu sinto tanto por nós dois, eu sinto tanto por as coisas terem chegado a esse ponto,
se eu pudesse fazer tudo de novo, eu juro que eu faria diferente, eu impediria você de partir, eu jamais teria soltado a sua mão, eu teria te dado o meu melhor sorriso, o meu melhor abraço, eu teria olhado nos seus olhos pra que soubesse que eu  te amo, se eu soubesse que era a última vez..
Eu teria demorado um pouco mais, eu teria te dado um abraço mais demorado, eu teria sentido o seu perfume com mais força, se eu soubesse que aquele seria a ultima vez eu teria tocado o teu corpo com mais delicadeza, eu teria sentido o teu sabor por mais tempo, se eu soubesse que aquela seria a ultima vez eu teria te entregue o meu corpo por mais tempo, eu teria ficado acordada te olhando dormir, eu teria admirado suas expressões, se eu soubesse.... eu teria ficado deitada no seu ombro durante o resto da noite, eu teria te dado meu melhor momento, a melhor parte de mim, eu teria te dado meu coração, mas agora já não faz mais diferença pois meu coração se foi, igual a você...
Eu só queria poder ter olhado nos seus olhos e ter feito você entender o quanto eu sentiria falta, o quanto eu amo você.

23/06/2011

lost

Eu não quero escrever uma ficção, nem tão pouco uma prosa bonita, eu não quero ver você me ler e achar algo que não é. Eu quero desaguar aqui, quero me dissolver nessas palavras, quero que você me leia, talvez assim, indiretamente, eu te suplique uma luz.
Você vê?
Você consegue ver meu coração se perdendo? Consegue ver meus instintos morrendo?
você ainda consegue me ver?
Eu não sei aonde anda o sonho de se ser, mas a verdade é que a muito não sou, nem somos.
Estou agonizando de medo, medo de perder, perder o que queriamos ser, ou o que eu queria que fossemos, não sei ao certo.
Sempre fui incerta, mas eu sempre tive a certeza do que eu não queria.
Eu não acho que isso é pedir demais, eu só quero morrer de amor...
Eu não consigo me contentar com um amor bonito, eu preciso de mais, eu preciso de um amor absurdo, intenso, agonizador, eu preciso morrer, eu preciso morrer de amor.
Eu estou tão cansada... eu não quero brigar, gritar, conversar, eu não quero.
Eu só quero sentar em um bar, pedir uma bebida gelada, acender um cigarro e chorar, chorar meus sentimentos, chorar meu amor, chorar minha desilusão, meus sofrimentos, chorar minha dor, chorar tudo que sou, e permanecer ali, chorando.... até quando a vida quiser.



26/04/2011

Fuga

A exaustão me convém. Sempre convém. Melhor do que tudo e a qualquer hora, a exaustão sempre é bem vida.
Não sei o exato momento em que me senti exausta a primeira vez, mas sei que continuo sendo desde então. Exausta de mim, dos outros, de tudo enfim.
EXAUSTÃO! Somente isso. No bom sentido da coisa, ou no mal também, que seja.
Queria não ser. Somente isso. Não me ser, nem ser qualquer outra coisa. Apenas estar alheia a existência e os conflitos existenciais. Alheia do mundo e do que o mundo é.
Mas no fundo de tanta angustia que sou, o pior de tudo é que eu gosto. Gosto de existir, gosto de sentir tudo que sinto e ser tudo que sou, o problema é que não sei lidar com tanta complexidade e prefiro fugir.
Fugir de todos, especialmente de mim.

31/03/2011

eis-me aqui

Eis aqui um ser que vive, com tamanha sede e desventura, eis-me aqui, o ser que escolhi ser, tão errante quanto belo, tão aventureiro quanto prisioneiro, e tão eu que as vezes não consigo ser mais ninguém..
.

29/03/2011

exaustão

Tenho essa afeição por madrugadas, principalmente quando me encontro melancólica assim como hoje. De fato estou depressiva, mas isso já me é de costume, por assim dizer. Incrível como essa fossa gosta da minha companhia.. Por falar em companhia, começo a achar que a solidão tem me sido amiga, sempre ao meu lado, onde quer que eu vá. Temo confessar que estou começando a sentir a mesma afeição por ela, nesses tempos difíceis, de tantos desencontros da vida, a solidão tem se mantido aqui, intacta ao meu lado, o que posso fazer senão demonstrar o mesmo zelo por sua companhia?
É assim a vida, um paradoxo perfeito, nascemos ligados ao cordão umbilical da mãe, mas a verdade é que o ser humano é um ser unitário, na sua própria individualidade, sempre estará só, ainda que cercado em multidões, porque no seu interior só ele mesmo é sociável.
Não me conheço, tampouco entendo os anseios de minha alma, só sei que sinto um vazio profundo, pois anseio o mundo em meu peito e não o tenho, nada tenho pra ser sincera, exceto minha própria incógnita de ser.
Estou exausta, preciso de um descanso de tudo, principalmente de mim mesma, então aproveito essa aura noturna pra procurar abrigo na inconsciência de meu sono.

Passar bem, queridos leitores.


Eu perdi muito tempo sendo eu mesma, e acabei por fim gostando de me ser...

28/03/2011

"Aqui está um rio que, por mil voltas, retorna a sua nascente!" - Nietzsche

26/03/2011

a insanidade consome minha mente me levando a um torpor quase orgastico, quero você, sentir você, fazer amor com você, até que meu corpo se desfaça,até que meu ar acabe...

13/03/2011

os tolos hão de me julgar com seus julgamentos carnais e enssaiados, mas eu, porém, hei de continuar vivendo o sonho de me ser.

Necessidade

Hoje eu chorei de vontade de escrever, embora eu não soubesse o que, nem quanto, nem porque. Mas essa necessidade veio de uma forma assustadora, me sufocando o peito, me deixando quase, ou completamente, sem respirar. Preciso escrever! Preciso jogar pra fora toda essa coisa sufocada dentro de mim, preciso me desfazer de todos esses sentimentos acumulados, até mesmo esquecidos que estão ali.
Hoje meu corpo está gritando, meu peito está inchando, minha cabeça ta girando, e minha vontade é só correr, como se meus pés fossem uma maquina de datilografia e eu pudesse escrever com os pés enquando corria, correndo, correndo, correndo até que meu corpo ficasse cansado e meus pés machucados. Eu não sei porque, eu só sei que preciso, preciso escrever, mesmo que nesse exato momento eu esteja completamente alheia a qualquer linha de pensamento, ainda que nada me venha na mente, eu preciso escrever. Ainda que nada fale, eu preciso...
Essa necessidade poetica tá me sufocando, a ponto de pôr em negritude todos os meus pensamentos numa intensidade suicida, e me decompondo em lagrimas, tolice, mas é o que sinto.

Querido eu..

Olá querido eu, hoje eu gostaria de desabafar contigo, ou ao menos, assim desfarçadamente, dizer o quanto sinto sua falta.
Tenho me esquecido de como sou, ou fui, não sei!
Não reconheço o que vejo no espelho, nem mesmo o que vejo dentro de mim. A verdade é que eu olho pra dentro e não consigo ver nada, nem vestigios de um eu.
Não sei quem sou! e tampouco sei se algum dia soube. Mas hoje, em especial, estou sentindo necessidade de ser, ou pelo menos saber se sou.

06/02/2011

The only exception



Tu és meu casulo, meu castelo de ouro, meu lar
em ti guardo meus tesouros, meus medos, meu monstros e anceios
em ti guardo amor.
Guardo os doces escondidos, os brinquedos mais queridos,
em ti eu me guardo, e junto de mim eu guardo a ti.

Em ti me fui pela primeira vez,
me fui mulher, me fui criança, e fui eu.
E num pigarro do tempo eu ja não mais me era,
agora, não menos que mil vidas, eu era tua.

E que assim seja, como no primeiro olhar
intenso e avalassador,
desnortiante e encantador,
sutil, destruidor, inocente
que assim seja, pra sempre o nosso amor.

o primeiro ano do resto das nossas vidas...


Da sua, pra sempre sua, Magna.

17/12/2010

Canto noturno

"É noite. Mais alto falam agora todas as fontes que jorram. E minha alma também é uma fonte que jorra.
É noite. Agora despertam todas as canções dos amantes. E minha alma também é uma canção de um homem que ama.
Há qualquer coisa em mim de insaciado, de insaciável e que quer elevar a voz. Há em mim um desejo de amor que fala a linguagem do amor ..."

(Nietzsche - Assim falava zaratrusta)

01/12/2010

.

" Meu coração onde arde meu verão, o breve, o tórrido, o melancólico verão que transborda de felicidade. Como anela por tua frescura meu coração estivo! "

(Nietzche- assim falava zaratustra)

03/11/2010

A primeira vez que te vi - Parte II

Naquele momento, era como se o mundo tivesse morrido e só tivesse restado nós dois e a natureza que nos envolvia.
Derrepente toda a distância que existia entre nós sumiu sem que eu percebesse, e eu me deparei a centimetros da sua face. Seu olhar ainda perdido nos meus, nossa respiração desequilibrada, cançada, puxando todo ar que coubesse no pulmão.
Foi ai que eu senti um toque leve em meu rosto, sua mao macia deslisou por minha face fria, me fazendo expelir calor aonde recebia seu toque.
Naquele momento nossos olhares se despediram com um abraçar de cilios, minha respiração ja não me obedecia e eu não sabia se não conseguia acompanha-la ou se tinha deixado de tê-la.
Estava totalmente sem dominio de mim, me via guiada por um misto de sensações, das quais eu não saberia traduzir.

Meus braços o envolviam com tanta urgencia como se o mundo inteiro tivesse doente e ele fosse a cura. Naquele momento, era como se mais nada precisasse ser dito, porque nossos corpos haviam descoberto a linguagem universal.
Eu o sentia! e não é como se eu estivesse o tocando, era como se eu fosse ele, como se ele fosse eu..
Estava imersa em pensamentos, perdida na aurora dos desejos quando derrepenti fui interrompida por uma nova sensação, foi como se o universo tivesse nos sugado e nos jogado no âmago do mundo, em um lugar onde nascem os sonhos, onde o amor é fecundado e os segredos enterrados. Estavamos no topo do universo, onde tudo nasce e tudo adormece, chegamos ao limite da razão.
E num palpitar da mente e um piscar de cilios, eu o vi atravessar a rua.
Essa foi a primeira vez que eu o vi.

A primeira vez que eu te vi - Parte I

Então ele me perguntou :
- Em que está pensando agora?
e eu , contudo, não sabia o que dizer..
(pensava em tudo, em nada)
É como se minha mente vagasse vazia sob o espaço, afim de encontrar uma fonte onde ela possa se enxer.
As vezes é dificil saber o que eu penso, é como se a razão se escondesse de mim e tudo sempre fica tão bagunçado.

Ele continuou me olhando, os olhos confusos, clamando por uma resposta, meio ocioso.
Eu permaneci calada, fitando-o angustiada, existia tanta coisa engasgada na minha garganta querendo saltar pra fora,
a vontade era falar,falar,falar, mas nada saía.
As vezes queria que minha boca acompanhasse o ritmo dos meus pensamentos, porque eu sinto tudo num segundo e quando penso já não sei de mais nada.

Eu permaneci calada, ainda.
E agora o seu olhar me fusilava, mas nao sei se era por medo ou impaciencia.
Ele me fitava afundo, como se procurasse ler o que não consiguia dizer, seus olhos penetraram meu ser, entraram pelas minhas pupilas rasgando minhas entranhas, percorrendo no meu interior, querendo me entender. Ele me explorava procurando respostas, mas eu não as tinha.
Estavamos parados, sem nos mechermos siquer um centimetro, seu olhar estava fixo no meu, como se seu corpo tivesse sido deixado pra trás e a alma tivesse entrado em mim.
Eu conseguia sentir sua alma perdida nos labirintos da minh'alma, se debatendo contra as paredes do meu coração. Eu sentia sua aflição, mas mais que isso, eu sentia ainda mais o seu desejo, como se quizesse me engolir e me ter dentro dele, para que aos poucos pudesse me vomitar e estudar minuciosamente. Para ele, parecia que eu era um mistério a ser desvendado.



( Continua )

01/11/2010

que vontade de viver tudo aquilo que me anceias o peito

Por puro prazer

As vezes me vem um cheiro que é seu
e me angustias o peito,
pois te quero, agora...
Então vem, assim, com sua forma ingenua
de homem com pecados e aparencia de anjo.

Desejo-te com intensidade de vulcão,
percorre-me com toda a sua força,
me desfaleça, me faça cair aos seus pés.
Não me conformo em não te ter na minha pele,
anciando minhas intimas caricias,
anciando o que é seu por direito,
anciando o que é meu por desleito,
não, não me conformo.

E o cheio vem, novamente
me atordoando a memoria
e eu te pesso vem, vem denovo
contornando-me em desejos indiscretos
diz ao pé do meu ouvido aquelas palavras
tão suas..

Faz minha as suas palavras
faz de mim suas palavras
me ponha em palavras
me rediga, me interprete, me atoe, me seja
agora, por favor!
meu corpo te pede que escreva-o em beijos
como não diz no roteiro,
sem regras, apenas por prazer.

25/10/2010

Olá leitor,
ando sumida, eu sei! Quero de já antecipar minhas sinceras desculpas, a você que me lê.
A vida não anda tão corrida, no fim das contas. O que tem andado corrido mesmo são meus pensamentos, tão rapido a ponto de eu nem conseguir captalos, talvez por isso o sumisso, ou o motivo seja mesmo preguiça. Quem sabe os dois, ou mais alguns fatos. Que seja..
A verdade é que estou muito animada com a chuva que está caindo nesse exato momento,
não sei explicar o intimismo que tenho com chuvas, mas elas realmente me são atraentes.
O cheiro, a sonoridade, o tato, o clima.. tudo me envolve nesse universo chuvoso.

01/09/2010

sad eyes



As vezes um olhar diz mais que qualquer palavra

Depois de retirar a armadura

olá leitor,
hoje estou sentindo ressaca de choro.
Exaustão existencial. Pareço ter levado uma surra na cara.
Queria alguns dias de sono, talvez dez ou quinze.
Acordei, mas queria não ter o feito, gostaria de prolongar o bom uso da minha inconsciencia.
Alguém, por favor me dê um trago de xilocaina,
algum drinque de insconsciente,
seringas alcolicas, que seja.
Preciso parar de existir por algum tempo, ficar alheia de mim.
Não gosto desses dias abatidos, eles sempre parecem cutucar feridas,
espécie de maniaco destrutivo compulsivo,
Problemas, problemas,
quem está à salvo deles?

31/08/2010

..

Ainda te lembras, coração ardente, lembra de como costumava sentir sede?

30/08/2010

.

Quem saberá a cura do meu coração, se não eu ?

26/08/2010

Amoras silvestres

"Não quero ser triste como o poeta que envelhece
lendo Maiakóvski na loja de conveniência,
Não quero ser alegre como o cão que sai a passear
com o seu dono alegre sob o sol de domingo,
Nem quero ser estanque
como quem constrói estradas e não anda
Quero no escuro como um cego tatear estrelas distraídas
Amoras silvestres no passeio publico
Amores secretos debaixo dos guarda-chuvas
Tempestades que não param, pára-raios quem não tem
Mesmo que não venha o trem não posso parar ..."

(Zeca Baleiro - Minha casa)


12/08/2010

Meu eu, seu.

Existe tanto o que quero fazer num tempo de 36 horas,
te tocar, te sentir, te sorrir, te ser
andar ao teu lado,andar dentro de ti
mostrar ao mundo que tu me es.
Te mostrar as que sou,
conhecer os que ti são,
e eu me perco, as vezes ando contramão
deixo passar despercebido desejos cotidianos,
e eu sedenta, queria mais de ti,
não somente horas,
queria sua vida toda aos meus pés.
Me vejo aflita perdida num cronometro amoroso
onde eu tenho que fazer a vida acontecer em algumas horas destinadas,
isso me aflinge por demasia,
pois o quero com tudo que tenho.
Você é um mistério ao qual meu corpo se delicia em desvendar,
uma estrada redeada de entrecaminhos a qual me faz querer multiplicar-me e correr para todas ao mesmo tempo,
eu preciso de te ser,
preciso que te me sejas,
não somente um dia, não somente em algumas manhas,
eu sua, você meu, todo o tempo
é assim que minha'lma diz que deveria ser,
pois há em ti caminhos que meus pés não alcançam
há em ti estradas que desejo jogar meu corpo
esfregar minha pele nas tuas pedras
arranhar-me em ti, rasgar-me nas tuas ousadias
sentir meu sangue escorrendo no teu corpo
te sentir em dor, em risos e piadas
te sentir a cada palpitar do coração meu que é teu.

consuma-me

Meu, meu, você é meu
então diz que eu sou sua
em forma e cintura ossea
diga-me que sou sua até que tudo seja nada
e tudo, e nada, e os outros e as cinfonias
que nada importe
apenas deixe que eu te seja
eu nua, eu sua, eu em você
totalmente entregue, arrancando as armaduras
arrancando a pele, arrancando os desejos
arranque tudo que há em mim
me arranque de mim
me tire do circuito existencial
retira meu corpo, retira minha alma
leve tudo pra ti,
sem rodeios, apenas cosuma-me.

09/08/2010

poeta falido

Eu sofro agonias de mim mesma
eu, alheia à tudo
habitando no inabitável
nada consigo ser, exceto poeta falido.
Não me agarro em grandes questões,
apenas a única que me sufoca o peito:
o conflito do eu x eu.
E eu me debato contra as muitas que há em mim,
descasco feridas em versos,
espécie de sadomasoquista da linguagem
digo coisas que não ousaria dizer se pudesse ficar calada.
Eu, prostituda das palavras
costumo me vender por alguns trocadilhos
apenas pelo doce sabor do gozo oral

08/08/2010

superficie

Eu, flôr de lotus
nascida no lodo de minha'lma,
desabrocho ante à ti, homem meu
Poisando em teus reflexos todos os meus contornos de mulher.
Debruça teu corpo no meu, num gesto urgente de desejo
funde à mim o teu suco matinal,
gosto quente de tua libido.

05/08/2010

vem

Vem...
Cai em mim com toda sua volupia
Me faça ter medo de não viver
Vem assim, de mancinho...
Derrama sua quentura nos meus tecidos
E sussura baixinho, desejos indiscretos...

04/08/2010

tudo que sou

Aqui estou, parada ante tudo e todos, sem nada à dizer.
Nada mudou de uns tempos pra cá,
nem mesmo a habitual pergunta de se ser.
19 anos se passaram e tudo que estes anos me acarretaram foram indagações e esse gosto amargo na boca.
Nada sei, nem mesmo o que sou.
Espécie de anjo decaído, andante sem caminho.
É isso que me soma no fim do dia.
Não o quero, mas não consigo deixar de o ser,
Mesmo não sendo nada, isso é tudo que me restou,
a face oculta do que sou, inspirada em um joão ninguém.

quisera eu

A tarde morreu calma, nem á vi passar
Enquanto me vi perdida em ti
os carros encontraram seu destino.

Garagens fechadas,
Portas trancadas,
A noite agora chega...

Não sei onde estarei daqui à madrugada
quisera eu, em tua saliva,
perdida nos abraços de teus braços

Recordando em mim, o sabor teu...

01/08/2010

Se

Se eu pudesse de uma só vez poder dizer tudo que meu peito grita,
haveria uma nua canção,
de pele opaca e sorriso morno.
Se eu pudesse em uma palavra resumir o ardor da chama em mim,
talvez você sentisse queimar ao ouvir minha voz.
Se seu ouvido fosse capaz de distinguir o paladrar de minhas palavras
talvez eu não precisasse dizer nada.
E se por fim seus olhos pudessem enchergar o que os olhos não veem
você entenderia a voz daquele toque.

Detalhes


Eu me perderia nesse momento pra sempre...

17/07/2010

penso, logo não sou

Não se pode compreender a complexidade de se ser,
pois mesmo sendo, nunca se é por muito tempo, tampouco pra sempre.
O ser humano nunca nasceu sendo, ele tornou-se conforme o tempo,
e com tempo ele vai tornando-se ainda mais.
No fim, não nos tornamos nada, porque nunca o fomos.
Somos apenas experimento de gente, nenhuma exatidão nos é.
E quanto mais penso no que fui, percebo que o que sou está longe do que serei.

narcissist





De todas mil maneiras que eu posso ser,
estou certa que uma delas vai te agradar.

Eu guardo um diário de memorias




Dica musical do dia: Velvet Revolver - Fall to pieces

13/07/2010

Entre tantas

Entre tantas que sou: não consigo ser nenhuma delas.
Entre as que fui e as que quis ser, nenhuma delas me foi necessaria, afinal.
Existem muitas de mim que nunca conhecerei, mesmo sendo tão cotidianas..
Agora eu entendo muito de mim que nunca será revelado, pois nunca existiu
e os passos que quis dá, os anceios que me sopraram o peito, nada veio à tona hora alguma.
Já quase não se ouve falar delas - e nem de mim.
As vezes penso nunca ter existido, seria eu, um desvaneio qualquer?

paredes do quarto

To sentindo vontade de cair no mundo e viver situações,
eu meio que to cansada das paredes do meu quarto.

musicais

Eu preciso fazer uma confissão em pulbico: eu odeio musicais!
Sabe aqueles filmes que a pessoa está andando e começa a cantar e derrepente todo mundo que tá na rua começa a cantar junto com ela, fazendo coleografias ritmadas, como se tivessem ensaiado dias seguidos e depois continuam andando e o filme segue como se nada tivesse acontecido? Pois é! EU ODEIO! Nunca entendi a moral disso.

Rock´n Roll

Enfim chegou o dia que comemora-se mundialmente o glorioso Rock'n Roll!
Vou fazer uma coletanea simplificada da origem e dos grandes sucessos do rock internacional e nacional.


ORIGEM: Inovador e diferente de tudo que já tinha ocorrido na música,o rock surge nos USA, na década de 50. Ganhou a simpatia dos jovens que se indentificavam com o estilo 'rebelde' dos cantores e bandas. No ano de 1954 Bill Haley lançou o grande sucesso Shake, Rattle and Roll, mas foi apenas no ano seguinte que então surgiu o roqueiro de maior sucesso (da época) Elvis Presley, que veio a levar o titulo de Rei do Rock, unindo diversos ritmos como a country music e o rhythm & blues, com músicas de letras bem simples, com um ritmo dançante, sempre com o acompanhamento de guitarra eletrica, bateria e baixo.








DÉCADA DE 60 - rebeldia : Essa fase marca a entrada dos BEATLES no mundo do rock. Quem nunca ouviu falar no quarteto fantastico de liverpool? Os beatles ganharam o mundo e o sucesso só aumentava a cada ano dessa década. Em 1962 estouraram nas paradas da Europa e Estados Unidos com a música "love me do"(primeiro single da banda - escrita por Lenon e McCartney).



Graças aos grandes movimentos pacifistas e manifestações contra a Guerra do Vietnã, a decada de 60 ficou conhecida como ANOS REBELDES.
Para mim, esse foi a melhor época, de onde saiu os melhores nomes, como Bob dylan, The rolling stones, Jimi Hendrix , Janis Joplin, The who, Pink floyd, The doors...


Dica musical do dia : The Doors - Light My Fire










DÉCADA DE 70 - Pop rock,punk rock: Nessa época o rock ganhou uma cara mais popular devido o surgimento do disco e dos videoclips. Aqui começa a surgir uma batida mais pesada no cenário do rock, chegou a era do Heavy Metal , com bandas como Led Zeppelin, Black Sabbath e Deep Purple. Por outro lado surge uma batida mais dançante, a dance music desponta com os sucessos de Creedence Clearwater,Elton John e David Bowie.





DÉCADA DE 80- Variações no rock:
essa época foi marcada pela convivência de vários estilos de rock. O new wave faz sucesso no ritmo dançante de bandas como: The Clash, The Smith..
Também foi nessa época que rurgiu a MTV, que se dedicou à música e impulsionou ainda ainda mais o rock.
Começa a fazer sucesso a banda de rock irlandesa chamada U2 com letras de protesto e com forte caráter político. Seguindo um estilo pop e dançante, aparecem Michael Jackson (que vem a se tornar o rei do pop) e Madonna.




DÉCADA DE 90 - Fusões e experimentações : Esta década foi marcada por fusões de ritmos diferentes.Bandas como Red Hot Chili Peppers e Faith no More fundem o heavy metal e o funk. Nessa época também surgiu o movimento grunge em Seattle, na California. O grupo Nirvana, liderado por Kurt Cobain, é o maior representante deste novo estilo.
R.E.M , Pearl Jam e Alice In Chains também fazem sucesso no cenário grunge deste período.



ROCK NACIONAL: O primeiro sucesso do rock surgiu em 1960 e apareceu na voz de uma MULHER! sim, Celly Campello foi a gloriosa. Quem aqui nunca ouviu canções como:

"Tomo um banho de lua, fico branca como a neve
Se o luar é meu amigo, censurar ninguém se atreve
É tão bom sonhar contigo, oh! Luar tão cândido"

Banho de lua - Celly Campello.


ou então:

"Oh! oh! Cupido! Vê se deixa em paz
Meu coração que já não pode amar

Eu amei há Muito tempo atrás
Já cansei de tanto soluçar
(Oh! oh! Cupido!)"

Estúpido cupido - Celly Campello


Em meados desta mesma década, enfim surge a Jovem guarda! Com cantores como Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa. Assim a jovem guarda começa a fazer sucesso entre os jovens com suas musicas com letras romanticas e ritmos acelerados.
Na década de 70 surge Raul seixas, fazendo sucesso com músicas como: Óculos escuros, Metamorfose ambulante, Eu nasci a 10 mil anos atrás..

Na década seguinte, surgem bandas com temas mais urbanos e falando da vida cotidiana, como as bandas Ultraje a Rigor, Legião Urbana, Titãs, Barão Vermelho, Kid Abelha, Engenheiros do Hawaii, Blitz e Os Paralamas do Sucesso.
Em 1990 fazem sucesso no cenário do rock nacional: Raimundos, Charlie Brown Jr., Jota Quest, Pato Fu, Skank entre outros.
Em 2010 nascem bandas no cenário do rock como restart e cine (tá, esse fim foi uma piada)

12/07/2010

Comin' down on a glorious day



"Alguém me falou á muito tempo
que há uma calmaria antes da tempestade.
Eu sei; vem vindo a algum tempo.
"


Creedence Clearwater Revival - Have You Ever Seen The Rain?
saudades de quando tudo era tão mais simples..

femme fatale





Dica musical do dia:
The velvet underground - Femme fatale

11/07/2010

sousa despachante

O último post de hoje vai soar como uma espécie de desabafo..
talvez meu título não tenha nada haver com o que eu queira dizer, mas pouco importa.
Esse mês tem sido sufocante, infernal, desde o início nada tem dado certo. Não sei se é algum tipo de aviso, ou apenas a fase ruim de cada mês, a questão é que eu tenho estado em constantes conflitos comigo mesma, com você, com todo o resto também.
Hoje eu me vi presa em uma bad horrível, um mal estar do caralho, e nada relacionado a saúde, era o meu emocional destruído mesmo.
Não quero ser interpretada como depressiva ou critica obcessiva, mas a questão é: está tudo uma merda mesmo.
E quando eu digo tudo, eu não me refiro só a minha vida, eu me refiro a todo o resto do mundo... Tá tudo uma bagunça.
Ninguém respeita mais ninguém (se é que o ser humano já se respeitou algum dia), mas o mundo tem caminhado rumo ao declinio de forma mais agressiva, e o mais torturante de tudo é você perceber que não pode fazer nada pra que isso mude,e o pior, é chegar a conclusão de que você está ajudando a enfiar tudo no buraco.

O mais decepcionante de tudo é você perceber que você é apenas uma jovem, com 19 anos, que não tem nada (nem mesmo voz pra questionar, nem mesmo moral pra ser ouvida) nem mesmo um curso superior (por ter largado a faculdade) e ter que se conformar com o seu martírio interior.
Eu não to conformada, e se tudo continuar como é eu nunca irei me conformar.
É ridiculo você passar pelos lugares e as pessoas te olharem torto simplesmente pelo fato de você ser diferente deles (eu não entendo bem como funciona a mente do ser humano, mas como já disse Caetano Veloso em uma de suas musicas - é que narciso acha feio tudo que não é espelho), as pessoas não sabem conviver com as diferenças. É ridiculo ouvir da boca de uma pessoa que você é uma vagabunda, um moleque, sem nem ao menos te conhecerem, sem nem ao menos ouvirem o que você tem a dizer sobre tudo.
Tudo isso pelo modelo estereotipado de conduta que a sociedade te cobra.
O que é a porra de uma sociedade? esmagar uns aos outros se mascarando atrás de morais que nem se quer existem mais(por terem sido destruídas por nós mesmos)? isso não me entra na cabeça.
Se alguém entende como tudo isso funciona, me explica, porque eu estou completamente obicecada pela idéia de que o ser humano é o ser mais repugnante já existente na face da terra.

Agora a pouco eu estava sentada em uma calçada pensando em tudo, e me parei (mais uma vez) obcedaca pelas estrelas, é tudo tão bonito visto aqui de baixo. Elas estão lá apenas por estar,seguinto seu ciclo existencial, sem ter que seguir regras que um desconhecido criou, sem se preocuparem se estão sendo bonitas, nem siquer se importam se você as olha, sem ter que fazerem nada além de ser elas mesmas, sem ter que fazer nada a não ser agir por puro instinto.
É invejável..

At my most beautiful




"No meu momento mais bonito
Eu conto seus cílios, secretamente
A cada um, sussurro "eu te amo"
E deixo você dormir.
Eu sei que seus olhos fechados estão me observando,
ouvindo.
Pensei ter visto um sorriso
.."

R.E.M - at my most beautiful

velvet

adoro esse cover

imagine




"Imagine que não há paraíso,é fácil se você tentar
Nenhum inferno abaixo de nós,e acima de você apenas o céu
Imagine todas as pessoas vivendo para o hoje

Talvez você diga que eu sou um sonhador
Mas não sou o único
Desejo que um dia você se junte a nós
E o mundo, então, será como um só.."



John Lenon - imagine

10/07/2010

Strawberry Fields Forever

Faróis dianteiros

Poeta do ser e da linguagem



Praça dedicada ao poeta maranhense Nauro Machado, no centro histórico de São Luis.



"Meu corpo está completo, o homem – não o poeta.
Mas eu quero e é necessário
que me sofra e me solidifique em poeta,
que destrua desde já o supérfluo e o ilusório
e me alucine na essência de mim e das coisas,
para depois, feliz ou sofrido, mas verdadeiro,
trazer-me à tona do poema
com um grito de alarma e de alarde:
ser poeta é duro e dura
e consome toda
uma existência. "


(Parto - Nauro Machado)

Cavaleiro andante

por amor às causas perdidas..

escultura de Dom quixote no Museu de artes visuais do Reviver- São Luis



"Sonhar o sonho impossível,
Sofrer a angústia implacável,
Pisar onde os bravos não ousam,
Reparar o mal irreparável,
Amar um amor casto à distância,
Enfrentar o inimigo invencível,
Tentar quando as forças se esvaem,
Alcançar a estrela inatingível:
Essa é a minha busca."


(Dom Quixote)

07/07/2010

Porque metade de mim é amor e a outra metade... também.

Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio

náufrago

Não se pode mudar o rumo das coisas.
Como barco em meio ao mar que decide ir contra a tempestade,
qual é a hora de recuar?
As possibilidades são egoistas,
o sentimento é egoista,
a razão é egoista!
razão, emoção... nada disso faz sentido,
existe uma força que exige bem mais de você,
vai além do bem, além do mal...
existe uma força que te puxa pra trás sempre que tenta seguir,
um peso que te puxa pra baixo sempre que voce tenta subir...
São dificuldades que te fazem desistir,
são erros que te fazem crescer. e sofrer.
é a vida, enfim.
Cheia de altos e baixos,
quem é forte luta, os demais... escrevem no blog!

02/07/2010

Bon voyage

O que tem no fim da estrada?

01/07/2010

abre aspas

Então chego a conclusão de que somos fantoches de uma mesma peça

Fecha aspas.

30/06/2010

you're my lullaby



"nós sentamos na sua casa de árvore a vista do topo
a lua brilhando através de todas as saidas da árvore
eu chego mais perto e sussuro
nós podemos ficar aqui pra sempre?
aqui fora no seu jardim, só nós e a brisa do outono
.."

I'm ready - Chase Coy

Jailhouse rock

Elvis presley em vida já era uma lenda



O jovem que semeou a loucura e o sonho na mente e no coração da juventude de todo o mundo. Elvis é o legítimo herói da mitologia norte-americana de ontem e de hoje, e foi a inspiração de vários artistas de gerações posteriores.

29/06/2010

do stupid things faster with more energy





O café é tão grave, tão exclusivista, tão definitivo
que não admite acompanhamento sólido. Mas eu o driblo,
saboreando, junto com ele, o cheiro das torradas-na-manteiga
que alguém pediu na mesa próxima.


(Mario Quintana)

4 acordes do apocalipse

Deixo pra vocês uma dica de música pra curtir a bad



"Eu ouço em seu silêncio
Quando você não fala.
Existe um uma quieta chorosa raiva queimando dentro de você tão profundamente.
Eu te daria tudo,mas eu te daria problemas.
Então fique com quem você quiser
Está tudo bem pra mim..."


4 chords of the apocalypse - Julian Casablancas

Toque de veludo



Ainda seguindo a rota VITORIANA, deixo indicado esse filme pra vocês, ele é reproduzido em cenários da época vitoriana, o glamour do séc. XIX, a miséria e os seu vícios privados ao mesmo tempo em que se acompanha a uma história de amor entre duas mulheres. Trata-se de uma história sensual, impecável nos cenários vitorianos, a boemia londrina em 1890, as perversões e a luxúria.



Filme: Toque de veludo
Genero: Romance, drama.

28/06/2010

Era vitoriana

A aura de respeitabilidade da arte serve de biombo para a nudez escancarada



pintura de Gérôme, século XIX

25/06/2010

good luck little girl

Drinques pela metade sobre o sofá da sala,
na cama um corpo jogado a dias - nem siquer um movimento.
Na escrivaninha um papel amassado contendo três ou quatro linhas - um adeus.
Lá fora o sol brilhava. Sozinho.
De longe pude ver ela sair em seu salto cor de rosa,
que loucuras o mundo irá te oferecer agora?

The bottom of my heart


É a maneira como todas as canções de amor me fazem lembrar você...



Eu queria que você segurasse a minha mão quando eu estivesse chateada
Eu queria que você nunca esquecesse o meu olhar quando nos vimos pela primeira vez
Eu queria que tivesse uma marquinha na pele de que você gostasse secretamente
Porque estaria num lugar escondido onde ninguém poderia ver

Go to Neverland


Feliz um ano de morte! (?)
E com ele foi-se as dívidas e vieram os lucros, sorte dos administradores da sua herança né?
Com US$ 1 Bilhão no bolso em um ano, é pra se estar comemorando essa morte mesmo! hahaa

24/06/2010

esquizofrenia

O que é o futuro, se não o presente?

Flor bela!





Gosto de ti, ó chuva, nos beirados,
Dizendo coisas que ninguém entende!
Da tua cantinela se desprende
Um sonho de magia e de pecados.

Dos teus pálidos dedos delicados
Uma alada canção palpita e ascende,
Frases que a nossa boca nao aprende,
Murmúrios por caminhos desolados.

Pelo seu rosto branco, sempre frio,
Fazes passar o lúgubre arrepio
Das sensações estranhas, dolorosas...

Talvez um dia entenda o teu mistério...
Quando, inerte, na paz do cemitério,
O meu corpo matar a fome às rosas!

28/05/2010

Alt porn


um salve pro porno alternativo, que tem ganhado mais atenção nos ultimos anos!



o nú artistico underground tem a intenção de desfocar a visão pornografica pra um cenário mais alternativo, com garotas rockstars.
O site SuicideGirl.com é o maior site alt porn, é um site americano mas que tem influenciando muitas brasileiras a quererem se tornar suicide girls...
As suicide girls são garotas undergrounds, que usam piercings, tatuagens e outras modificações, são garotas cheias de sensualidade e atitude. As SG são lindas e extremamente sexys, e tem ganhando uma legião de fãns tanto no senario masculino como no feminino...

11/05/2010

Notas de uma dama apaixonada

Hoje faz um pouco mais de 4 meses que tudo começou,
estava em um daqueles dias normais quando o conheci, uma especie de aurea branca surgiu no céu, não sei exatamente descrever o acontecido, o que sei é que naquele dia me apaixonei.
Tudo bem, é meio louco estar apaixonada por um cara que você conheceu cerca de 30min atrás, pois bem, eu estava. E o mais bizarro (ou encantador) de tudo, é que nos conhecemos via internet, sem contato, sem olhares, apenas o amor fazendo seu trabalho.
Não precisamos de 24hrs pra perceber que queriamos um ao outro. - isso é assustador quando se olha de perto, acredite.
Eu não sabia o que fazer, mas fiz! Ou simplesmente deixei ser feito - digamos assim.
Nos apaixonamos, nos desejamos, criamos expectativas, suprimos as espectativas, e no dia 11, do mês primeiro, o mundo acabou, toquei o céu, tive um eclipse, ouve um clarão, morri, renasci,achei o motivo! tudo aconteceu, a vida aconteceu, quando senti o seu abraço pela primeira vez!

16/04/2010

A vida pode ser uma receita culinária.
E as vezes nos vemos diante de uma mesa farta,
Farta de receitas e ingredientes:
Uns vencidos, uns que nunca vencerão..
e uns que nem mesmo sabemos como usar.

mar que sou

As vezes me sinto como uma âncora que afunda no mar
no mar que sou:
Profundo. Por hora calmaria, noutra rebeldia.
Que abriga vidas, que abriga mistérios
Que abriga!
As vezes tudo que se precisa é de abrigo.

15/04/2010

memórias

Céu nublado, carros molhados, folhas balançando suavemente com o pequeno impulso do vento. Chove.
Estou sentada, não tão longe da chuva (mas o suficiente pra não me molhar).
Mesmo sem fechar os olhos consigo ver seu rosto atravez de minhas memorias..
olhos brilhando, sorriso transbordando amores, cá está você... dentro de mim.
Nossa música toca, hoje com bem mais significado do que no primeiro dia.
Engraçado como são as coisas do amor,
um dia pode significar anos... e ao mesmo tempo milésimos de segundos. O amor tem uma analogia cronologica engraçada. Difícil compreender, só amando pra saber.
Eu queria que meu amor pudesse ser fotografádo, pra que pudesse te mostrar em traços e cores impressas o sigificado da palavra " eu te amo " .

Você é tão meu, eu sou tão sua

Quero te embalar num doce sonho,
te levar para o mundo de meus encantos,
e no meio de meus cantos, quero que ouça o que não ouso dizer.
Ahh se eu pudesse! delicadamente te levaria para o lugar onde os amantes permanecem juntos, intactos.
Te embalaria num canto sutil, onde minhas palavras aconchegassem o seu dormir, e num impulso delicado repousar meus labios nos seus e esperar até que as horas passem e o relogio pare de rodar.

noutros mais

Hei de ser-te.
Não só hoje ou amanhã somente,
Hei de ser-te noutras vidas!

Hei de ser-te também noutros lugares,
noutros corpos, noutros tragos...
Hei de te ser noutro devir!

A vida é somente o começo.
esta vida, amor, nada é , senão o começo..

Não te quero para sempre,
por quê querer tão pouco assim?
quero além! noutras ressacas, noutros exagêros!
te quero no inexistente, no que não se diz.

E eu te serei e tu me serás
e não seremos nada além de nós...



03/03/2010

9:27

São 9:27 da manhã e eu não consigo pensar direito, pessoas se locomovem em direção a algum lugar que meus olhos não conseguem acompanhar.
As folhas tem um jeito gentil de dançar, de forma cincronizada e banal, eu não consigo entender o que elas querem dizer (se é que querem dizer algo).
O vento sopra fino, arranhando minha pele, sinto um frio na espinha e me encolho cá em mim, queria ter o poder de me dobrar em camadas,me guardar em um envelope e permanecer décadas escondida dentro de um livro(daqueles esquecidos, de preferencia).
Como sanar uma dor inconsciente? daquelas que você nem mesmo sabe porque doi?
Como evitar pensamentos ruins? eu só queria que esse embrulho estomacal parasse..
Tudo bem, eu admito minha fraqueza... finjo parecer forte porque me parece certo, mas a verdade é que tudo que eu queria era deitar no teu colo e chorar agarrada em suas pernas, segurando com tanta força, pra que você não pudesse fugir nunca do meu alcance..
Sem você eu me sinto uma garotinha que se perdeu dos pais, que não sabe pra onde ir ou porque ir, sem você os dias são vazios e sem sentido, as horas são infindas e meu medo me consome, medo de te perder, medo de não saber como seguir...
Eu não me lembro o momento exato que eu me tornei tão dependente assim, mas eu nao posso renegar meus sentimentos, admito ser uma dependente,
Dependente desse amor.
Nos seus braços eu sinto que posso tudo, sinto que posso ficar lá até que o chão se abra e o céu desabe.
Pra mim não existe céu ou inferno, existe ter ou não você..
Você é o caminho que eu quero seguir.
Toda vez que eu fecho os olhos, eu vejo nossas mãos entrelaçadas, é como se isso fosse o papel de parede do meu sub-consciente, eu e você juntos... o nosso amor.
Minhas memorias são tão vivas que eu consigo sentir o sabor de nossos corpos entrando em contato, eu consigo sentir o cheiro do seu olhar, a voz do seu sorriso...
Tudo é magia quando estamos juntos, e eu quero viver enfeitiçada a todo momento..
Te amo, essa é a única certeza que eu tenho no momento.

05/01/2010

amores

Gostaria de ressaltar algo sobre o amor, algo como sua essencia ou sua dor,
mas de mim fogem as palavras por não conhece-lo tão afundo,
de mim fogem as rimas e os versos mudos - eu que não sei nada, tão pouco sei (nunca saberei).
O que sei é que meus anos são poucos,
PRECISO DE MAIS! mais anos - (e amores).
No fim das contas é honesto admitir : Todo mundo precisa de amores!
amores cafagestes e amores boemios, amores avalassadores e amores doentios
tantos tipos de amores, tantos tipos de cios,
tem aqueles amores de verão e os que nunca morrerão,
tem amores carnais e amores espirituais,
sem contar nos amores fetichistas, - (que nem sempre são machistas).
Tem os amores platonicos e os afroditicos,
Tem amores idealistas e amores pacifistas.
Ah como tem amores!
Cada um a seu modo, cada um uma coisa rara,
Tantos tipos de amores, tantos tipos de taras..

21/12/2009

Pequeno fragmento do diário de uma ninfa

"... e sentei delicadamente em seu colo ereto enquanto aos poucos eu perdia o dominio de mim, sentia seu pequeno corpo quente penetrar-me com urgência e frenesi, até que mergulhei em um torpor incomum onde perdi totalmente meus sentidos,
eu já não sabia distinguir o que era meu e o que era dele, nossos corpos estavam fundidos num só escrevendo prazeres em um ritmo indiscreto.
Sua voz macia recitava coisas indiscretas ao pé de meu ouvido fazendo meus pêlos pubianos ouriçarem, minha vontade aumentava e eu queria que aquele momento nunca acabasse.
....depois de algumas horas eu podia sentir o gosto salgado do seu suor escorrendo pelo meu corpo nú, nessa hora ofereci-me para provar o sabor que aquele corpo expelia, e agaixada entre suas pernas com o rosto rente a sua pélvis me vi envolta de uma sensação indisível, meus labios salivavam compulsivamente agarrados naquele membro sensivel a minha frente...."


Texto escrito por mim.

20/12/2009

não existo

Começo a conhecer-me. Não existo.
Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,
ou metade desse intervalo, porque também há vida ...
Sou isso, enfim ...
Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor.
Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.
É um universo barato.

(Alvaro de Campos)

14/12/2009

canção da mais alta torre




".. Ociosa juventude
a tudo oprimida,
Por delicadeza perdi minha vida.
Ah! que venha o dia
Em que os corações se amem! ..."

(Arthur Rimbaud)

11/12/2009

melancolias

Esse tempo chuvoso convoca melancolias chorosas,
e cá dentro choro junto delas.

10/12/2009

Nostalgia pura

Saudade de coisas que não vivi!
Tem dias que acordo assim, nostálgica.
Hoje é um desses dias que eu sinto dor no coração, aquele frio na espinha que me faz sentir uma sensação de desamparo, de angústia.
Talvez eu seja melancólica demais, é ... talvez eu seja.
Tenho sonhos antigos e sonhos atuais, sonhos dos quais até hoje só sonhei.
Qual a moral de um sonho ? sonhar,sonhar,sonhar e apenas sonhar ?
Não que eu não goste dessa filosofia de ser um sonhador, mas eu sou humana!
Eu preciso sentir e não só imaginar.
Eu gosto dessa intensidade de viver as coisas a flôr da pele, não que eu deixe de dar valor as coisas simples da vida, mas eu preciso de mais, eu quero sempre mais,
eu quero mais de tudo, mais do mundo e mais de mim.
O famoso pecado da gula, é eu sei.
Em todo caso, eu não acho que isso seja um erro,
afinal, um sonhador há de sonhar seu sonho.

08/12/2009

Paixão

Porque a paixão é tão necessária ?
Paixão deveria ser uma casualidade, uma escolha talvez, uma consequência que seja..
mas em vez disso, ela é em todo caso: necessária!
Sem paixão não há motivo, e sem motivos não há vida.
Em outras palavras eu estaria dizendo que a paixão é a fonte de vida? bom, eu não sei.
O que eu sei é que realmente preciso me apaixonar,
urgentemente, eu diria.
Tudo tá menos bonito últimamente, até a lua não brilha como já brilhou em outrora,
não vejo mais tanta poesia nas coisas, tá tudo um tanto quanto inçoso, e eu realmente me encomodo com isso, porque afinal de contas, eu gosto de enchegar a beleza que se esconde nas entrelinhas.
Porque as pessoas estão cada dia menos interessantes ? e porque as pessoas interessantes estão de alguma forma sempre distantes do meu alcance ? Porque não consigo abraçar olhos que me façam enxergar um motivo pra acreditar que vale a pena se apaixonar ?
Essas questões me cansam, principalmente porque ninguém me dá respostas.
O mais constrangedor de tudo é ter que admitir que sinto saudade do bater de asas das borboletas em minha barriga.

Enfim

Enfim chegou a época de chuvas por aqui,
do meu quarto vejo os pingos caírem alinhados, seguindo algum tipo de coreografia ritmada,
me perco contemplando essa beleza líquida e eu realmente não sei porque, eu simplesmente não consigo tirar os olhos da janela.
Hoje o dia foi estranhamente agradável, apesar das dores que senti no corpo.
Adoro dias nublados como hoje, me levam a uma atmosfera receptiva e me faz sentir uma deliciosa sensação de aconchego,
está tudo bem agradável, o clima, o quarto, a música envolvendo esse ambiente cúbico,
mas algo me falta... ou melhor dizendo, alguém me falta.
O ruim de ser solteiro é não ter com quem compartilhar dias agradáveis como esse.

04/12/2009

Fuga

Já sentiu aquela sensação de querer ir embora ? apenas ir, sem saber pra onde e nem o que espera, largar tudo e recomeçar,
fazer de um novo jeito.
Bem, eu me sinto assim as vezes, na verdade tenho me sentindo assim bastante vezes ultimamente,
as vezes eu fujo, mas eu continuo aqui.
O corpo fica mas a mente vai longe, só que esse tipo de fuga é limitada, porque uma hora a mente perde a direção e você volta a realidade,
preciso de uma fuga real, com passagens e estrada, caras novas e distãncia do cotidiano.
Eu estou parada no mesmo lugar durante muito tempo mas ainda sinto a sensação de estar perdida, de estar longe de onde deveria estar,
talvez eu precise ir embora pra qualquer lugar,
talvez eu precise fugir pra me encontrar.

jingle bel

Essa época natalina é uma atmosfera que não me envolve,
na verdade, me reprime.
Sesanções estranhas me dominam, não sei exatamente descreve-las,
mas não me sinto avontade
é, eu não me sinto.
Talvez seja toda essa expectativa pro ano que se inicia,
é tudo tão misterioso afinal, um novo começo sempre nos deixa com pé atrás.
Também tem esse lance de nostalgia, sobre os dias que ficaram pra trás,
não sei.
É uma época que me deixa pensativa, mais do que o normal.

04/11/2009

tic tac

Não mais te tenho querido,
Mas tenho meus retalhos e lembranças,
E a te ofereço esse verso:
A te que foi o meu querido e hoje é o inverso.
O inverso porque não é mais o mesmo
e jamais há de ser...
Tic Tac - Tic Tac
o tempo passou...

Lembro-te

Escrevo-te sobre um amor que ainda não morreu
E tão cansada falo sobre sua partida
Que em mim ainda és muito doída
Pois carrego um amor que ainda é seu
Porque me prometestes o pra sempre se iria embora?
Com nossa história na mão, sem dizer adeus
E com agulhas perfurastes os sonhos meus
Sem um porque e sem dó de quem fica e chora
Ainda te lembro, óh amor que não morreu
Não te odeio e não te amo, apenas lembro-te
Como no jardim eva se lembra da serpente
De um doce pecado que cometeu
E não mais terei a chance de errar
Pois teu erro compensou o erro meu

28/10/2009

Nietz


Nietzsche foi um fiilosofo Alemão, que nasceu em um lar cristão, estudou teologia durante muito tempo e por ironia da vida se tornou um ateu convicto escrevendo inumeros livros abordando críticas ao cristianismo, um exemplo o livro " O anti-cristo" onde ele destila todo seu veneno e despreso contra a religião cristã, afirmando ser a maior desgraça e mentira do mundo.
Nietz tinha uma inteligencia quase sub-humana, sua mente não parava de trabalhar nenhum segundo, inconformado com o mundo passou sua vida com martirios psicologicos , talvez essa seja a maior causa de sua morte, ter pensado tanto.
Nietz acreditava que não existia um Deus universal, mas que cada homem é seu proprio Deus, é quem dita seu destino e suas regras, o " super-homem"
Com o livro "assim falava zaratustra" se tornou uma espécie de percussor do nazismo.
Nietzsche vivia pela arte, tal como a escrita e a musical, seu maior amor era a cultura e acreditava que a cultura é que mudaria o mundo, criou um desprezo enorme pelos alemaes por afirmar que estavam perdendo o prazer da cultura alemã, introduzindo no lugar da cultura a loucura política e nacional. Era um antidemocrático e antitotalitário, afirmando que "A democracia é a forma historica de decadencia do estado" , originando tal pensamento por achar que o estado pensa mais em si do que na propria cultura e acabavam escravizando e limitando os pensamentos.
" Nietzsche : o estado está sempre interessado na formação de cidadãos obedientes,e tem, portanto, tendencia em impedir o desenvolvimento da cultura livre, tornando-a estatica, e estereotipada"
Ele acreditava que o estado deveria ser apenas um meio para a realização da cultura e para fazer nascer o Além-do-homem,
em outras palavras, o estado seria apenas uma especie de fonte de cultura para que o homem crescesse intelectualmente , ultrapassando seus limites de inteligencia.
Nietzsche foi incrivel, mesmo regado de criticas foi um filosofo brilhante, unico e inesquecível, e um critico social de mãos cheias.
Não concordo com todos os seus pensamentos mas admiro incansavelmente a sua mente e suas obras, sou apaixonada pela capacidade de inteligencia que ele tinha,
nunca fiz um estudo aprofundado sobre todas as suas obras ainda, mas confeço que ainda é uma meta a cumprir.
Poeta,filosofo,psicologo... foi um homem de muitas vertentes porem ainda hoje pouco compreendido, talvez por isso tenha sito tão solitário...
o que é compreensível, já que poucos são capazes de entender uma alma tão intensa e atormentada.
Não escondo minha admiração a esse eterno poeta incompreendido.

20/10/2009

passar

Todo mundo tem que ficar velho um dia
afinal, os dias passam
e passam
e passam
até um dia que a gente morre e eles deixam de passar,
a gente é quem passa

16/09/2009

erotismo das montanhas

Outro dia eu estava dentro do "buzão" indo pra minha cidade e me peguei viajando nas montanhas do outro lado da janela.
Tinha uma que me lembrava os seios de ninfas virgens, redondinhos e empinados, o capim baixo poderia ser pêlos ouriçados...
Mas a frente vi umas montanhas tão coladas umas nas outras que me lembrou uma bunda meio redondinha, só que tinha um lado maior que o outro, talvez fosse uma patologia hereditária ou quem sabe até mesmo o resultado de tapinhas dados pelo vento, vai saber... não costumo me meter muito na intimidade dos outros, só fico curiosa...
Mas o que mais me chamou a atenção foram as arvores, eram muitas! e eu ri das montanhas sacanas, que danadas viu! passam a vida com o pau das arvores enfiadas nelas e nem reclamam....
que disposição!
é por isso que eu me encanto cada dia mais com a natureza, ela me surpriende!
Ja parou pra pensar que a natureza é bem erótica ? eu já...
Cara, acho que tenho que parar de pensar em sexo!

Ter alguém

De que vale tantos sonhos a dois, se quando somado só resulta a um ? Não que eu não seja divertida, mas é que tem cadeiras que cabem dois. Por exemplo, imagina eu ter que comer sozinha um daqueles copão de pipoca no cinema ? eu particularmente não consigo... porque a graça é dividir sua pipoca com alguém, pipoca só nem sal tem.

Sem contar nas festas de fim de ano, imagina ter que fingir uma dor de barriga na hora dos fogos por não ter quem abraçar ? e ficar sentada no vazo se lamentando por não ter visto os fogos de artificios, dai você sobe no vazo e tenta ver pela janelinha de vidro sujo. QUE LAMENTÁVEL!

É por isso que eu penso que ser sozinho não deve ser legal, mesmo que você seja independente, voce sempre vai depender de alguém... um amigo que seja! Tudo bem, namorar é tão bom, ainda mais quando a gente ta amandando e é amado, mas pensa comigo, todo mundo sabe que namoro tem prazo de validade, então a gente tem que fazer o seguinte... CARP DIEN com os amigos!

Fala a verdade, amigo é tudo! não é mesmo ? quem mais iria te ajudar a limpar o banheiro todo vomitado depois de uma noite daquelas ? quem mais vai aguentar seus gazes fedidos e ainda vai rir disso com você ? quem mais vai juntar as moedinhas pra comprar pão e uma carteira de cigarro? Amigos são mesmo indiziveis, e eu nao canso de repetir isso!

E quando eles não estão por perto, é o que eu sempre digo... nada como ter umas moedinhas, um esqueiro e um bom livro dentro da bolsa. Nunca se sabe o que pode acontecer